Gerenciamento de risco no transporte de carga: como melhorar a visibilidade da operação

Você sabe qual é realmente a importância de fazer um gerenciamento de risco no transporte de carga? Cada vez mais, a necessidade de manter a operação segura, minimizando as possibilidades de prejuízos, torna-se primordial para o crescimento de uma empresa que atua no segmento.

Quando esse gerenciamento é colocado em segundo plano, não só a cadeia logística pode sofrer impactos significativos, como toda a operação, chegando a prejudicar a relação com clientes e fornecedores, além de impactos financeiros consideráveis e, até mesmo, prejudicando a confiabilidade da transportadora no mercado.

No Brasil, os índices de roubo de carga são alarmantes. Segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC), em 2019, 18 mil roubos do tipo foram registrados em territórios brasileiros e em países vizinhos. Isso quer dizer que, em aproximadamente a cada duas horas, ocorreu um roubo de carga nas rodovias do país.

Diante desse cenário, onde não é possível prever que situações como essas aconteçam, contar com o gerenciamento de riscos no transporte de carga é fundamental para ampliar a visibilidade do gestor durante toda a operação e reduzir as possibilidades negativas no trajeto.

Nesse artigo, vamos abordar os desafios de uma operação que não é controlada de ponta a ponta, em níveis de segurança e logística, e como esse cenário pode mudar completamente a partir do auxílio de ferramentas de gerenciamento de riscos e controle logístico para tornar a operação mais segura e eficiente.  Confira.

O gerenciamento de risco no transporte de carga

Como vimos, a atuação de quadrilhas com foco em assaltos nas estradas tem crescido assustadoramente no país, causando danos ao patrimônio e colocando vidas em perigo. E a falta de eficiência no gerenciamento de risco no transporte de cargas torna a operação desprotegida e vulnerável a ataques como esses.

Mas não é somente para evitar roubos que este planejamento e controle se faz fundamental, pois sabemos que há outros fatores de igual magnitude que podem oferecer perigo para o transporte, como por exemplo, acidentes.

Ter o controle de ponta a ponta de uma operação de transporte contribui não apenas para o  acompanhamento da carga, como também torna o planejamento mais eficaz - reduzindo custos, prazos, riscos e aumentando o custo-benefício das viagens. 

Isso porque, ao contar com informações importantes sobre a rota e outras etapas, como o embarque e o desembarque das mercadorias, pontos de parada etc., que também necessitam de um olhar mais criterioso para garantir a integridade do transporte.

Hoje em dia, a tecnologia se tornou a principal aliada para a gestão logística, com ferramentas capazes de automatizar e controlar processos, gerar dados e métricas, e facilitar o gerenciamento completo de uma frota com transparência em todas as etapas. 

Veja a seguir as vantagens de investir em uma solução completa de gerenciamento de risco no transporte de cargas e como ela pode contribuir para a produtividade de todo processo.

Melhorando a visibilidade da operação e reduzindo os riscos

Que transportadora não deseja saber exatamente o status de cada etapa do processo de suas cargas? O gerenciamento de risco no transporte de carga exige clareza e dinamismo para que as tomadas de decisão sejam feitas com mais efetividade e agilidade. 

Contar com uma Control Tower ajuda a manter uma central de informações em tempo real, que auxilia a tomada de decisão nas operações.

Já o PGR (plano de gerenciamento de riscos), por exemplo, deve ser voltado para as necessidades de cada tipo de negócio, direcionado suas ações para validar as principais situações de ameaças, a probabilidade de ocorrência e quais serão as possíveis consequências.

Isso dá maior segurança às ações, além de fazer com que o processo e as solicitações junto à gerenciadora de risco ganhem agilidade, diminuindo a atuação deste parceiro e aumentando a produtividade.

Outro aspecto importante é contar com soluções que integram o processo de planejar, organizar e conduzir cada operação. Este tipo de gerenciamento inclui softwares que recebem informações durante a viagem e um serviço de monitoramento 24 horas, garantindo a visibilidade em tempo real para tomada de decisões em casos de eventualidades na jornada.

Este acompanhamento contínuo ajuda a manter a integridade da mercadoria, prevenir avarias e a realizar entregas em tempo e local estimado. Um grande ponto a favor da credibilidade e da segurança.

O que pode ser controlado e monitorado

  • Perda de Sinal;
  • Controle de rota;
  • Controle de violação de painel;
  • Botão de pânico;
  • Controle de entrada em área de risco;
  • Indicadores mensais de desempenho e não-conformidades;
  • Sensores de desengate;
  • Controle de abertura da porta de baú/cabines;
  • Controle de reinício, paradas e pernoite;
  • Controle de velocidade do caminhão.

Como vimos, o gerenciamento de risco no transporte de carga está diretamente ligado à redução de custos, à qualidade do transporte e, principalmente, à segurança da operação. 

Para saber mais sobre uma solução completa de gerenciamento de risco, fale com nossos especialistas.