Blog AngelLira

O futuro do transporte chegou

Você está preparado para o futuro do transporte? Apesar de inúmeros desafios para colocar publicamente antenas em vários locais, existe probabilidade disso não ser mais necessário futuramente. Precisamos olhar para frente e entender quais são os próximos passos e o canal de comunicação 5G é fundamental para isso, afinal, possui potência superior. Talvez seja o mecanismo de comunicação mais ágil para possibilitar a existência de carros e caminhões autônomos e muito mais.

Envios de Macros: seu motorista está realmente treinado?

Treinar, treinar e ajudar seu motorista. Essa é a regra fundamental para evitar que o caminhão seja bloqueado.
Ao contratar uma gerenciadora de risco, o primeiro passo é acolher seus condutores em um treinamento rico em detalhes, pois cada detalhe pode fazer a diferença entre o motorista receber alertas diversos e atrapalhar o bom andamento da viagem.

Vamos aos itens principais: sua viagem já deve prever perda de sinal. Em alguns casos, a falta de comunicação com a gerenciadora de risco pode levar ao entendimento de roubo, gerando bloqueios, acionamento de sirenes e demais procedimentos que constam no PGR – Plano de Gerenciamento de Risco, elaborado em uma parceria: transportadora, seguradora e gerenciadora de risco.

Outro item fundamental e informar ao motorista sobre envio de macros quando houver necessidade de realizar um desvio de rota, seja por causa de acidentes, queda de pista ou obras. O motorista deve enviar a macro à Gerenciadora de Risco informando sobre esse desvio, para evitar que o veículo receba alertas e seja bloqueado.
Parada não programada é outro fator imprescindível no dia a dia do motorista. O condutor pode precisar ir ao banheiro, por exemplo, porém, deverá enviar a macro de parada. Caso ele esqueça de enviar a mensagem, irá gerar inúmeras mensagens e alertas. A solução é treinar o condutor, informar como agir e quais macros enviar em cada momento da viagem.

Melhore a média do seu caminhão e reduza custos

Direção eficiente, além de trazer a redução de combustível, auxilia na prevenção de acidentes. Comece tendo uma visão ampla, no retrovisor, o ideal é pegar o mínimo possível de visão da carreta e o máximo da visão externa e mantenha o retrovisor mais longe para ampliar seu campo de visão.

Vale a pena ter seu próprio gerenciamento de risco?

Para ter o seu próprio gerenciamento de risco, é preciso considerar que precisará de todas as licenças devidas, vários softwares, uma equipe de TI especializada para ter informação segura, ou seja, precisará contratar pessoas para trabalhar em sua empresa e estar preparado para possíveis grandes gastos.